[PRODUÇÃO ORIGINAL] Lançamento da Versão Pop da Canção “Já Passou” por LUSO DISNEY

Chegou o dia do lançamento da nossa produção original do filme "Frozen - O Reino do Gelo". A adaptação da canção "Let It Go", originalmente interpretado pela estrela da Disney Demi Lovato, foi adaptada para o nosso português de acordo com a versão dobrada do filme. A canção foi interpretada por Carina Leitão e a Captação e Edição do Som esteve a cargo de Hugo Baptista. Tal como foi previamente anunciado, o lançamento teve o seu lançamento hoje, dia 21 de Março, no nosso canal oficial do Youtube. Podes ouvir a canção e deixar-nos o teu comentário em baixo.  

JÁ PASSOU (VERSÃO POP) - INTERPRETADA POR CARINA LEITÃO


Frozen - O Reino do Gelo | Luso Disney adapta a versão Pop da Canção "Já Passou"

Depois de em 2011, ainda sob o nome de "Clássicos Walt Disney", termos lançado a nossa primeira adaptação de uma canção POP, do clássico "Pocahontas", o sucesso da mais recente produção animada Disney, levou o site a adaptar a canção mundialmente famosa "Let It Go", para o nosso Português. A produção da canção, exigiu que fosse realizada uma adaptação da letra, tendo como base o registo em português do filme, "Já Passou" interpretado por Margarida Encarnação, e um casting para a escolha da voz mais apropriada para este tipo de registo. O single foi anunciado ao público na passada sexta-feira, dia 14, na nossa página oficial de Facebook e tem o seu lançamento agendado para próximo dia 21 de Março (também uma sexta-feira), no nosso canal oficial do Youtube. Até la fica com o teaser que te divulgámos!

TEASER 


Óscares 2014 | 'Frozen - O Reino do Gelo' vence duas estatuetas douradas

Na passada madrugada de Domingo para Segunda (dia 2) decorreu no Dolby Theatre em Los Angeles, Califórnia a 86ª Cerimónia dos Óscares da Academia, onde os Estúdios de Animação da Walt Disney se saíram vitoriosos. Apesar de o estúdio em geral ter cinco produções destacadas para Óscares apenas uma destas conseguiu a estatueta dourada, ou melhor, duas. O grande vencedor foi "Frozen - O Reino do Gelo" que obteu as estatuetas douradas em duas categorias, como Melhor Longa-Metragem de Animação e Melhor Canção Original para "Let It Go" ("Já Passou" na versão Portuguesa). Para receber o primeiro prémio estiveram na gala dos realizadores Jennifer Lee e Chris Buck, os realizadores da produção que já rendeu mais de 1oo mil milhões em toda a bilheteira mundial, entrando para a lista dos filmes mais lucrativos de sempre. Para receber o prémio relativo à canção original estiveram presentes os criadores das canções do filme, o casal Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez. Graças a esta vitória Robert Lopez é uma das poucas pessoas a conseguir o EGOT, que se define por ter obtido pelo menos um Emmy, um Grammy, um Óscar e um Tony Award, no tempo recorde de 10 anos (com 7 vitórias no total da sua carreira). O sucesso de "Let it Go" veio para ficar e o clipe da cena em questão até já conseguiu ultrapassar a marca dos 100 milhões de visualizações no site Youtube. A actriz e cantora, estrela da Broadway Idina Menzel (Wicked) que deu vida a Elsa, esteve na cerimónia onde interpretou a canção acompanhada por milhares de cristais Swarovski. A cerimónia, que tinha como temática os Heróis, apresentou uma pequeno video com alguns dos mais famosos heróis animados, entre eles produções Disney.  

MELHOR LONGA-METRAGEM ORIGINAL

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

IDINA MENZEL INTERPRETA "LET IT GO"

HOMENAGEM HERÓIS ANIMADOS


Óscares 2014 | Conhece as nomeações dos estúdios Disney

oscares2014a

 No passado dia 16 de Janeiro, Chris Hemsworth (“Thor: O Mundo das Trevas”) e Cheryl Boone Isaacs, a presidente da Academia de Artes & Ciências Cinematográficas, revelaram os indicados à 86ª edição dos Prémios Óscares®. Hoje será o dia de saber quem leva para casa os prémios e quem apenas se fica pelas nomeações. “Golpada Americana” e “Gravidade” lideram a corrida, com dez menções cada um, incluindo Melhor Filme. A Walt Disney Pictures e as suas subsidiárias cinematográficas são representadas por cinco produções: “Frozen - O Reino do Gelo”, , “Ao Encontro de Mr. Banks”, “O Mascarilha”,“Homem de Ferro 3” e a curta-metragem "A Cavalo" em que o próprio Walt Disney interpreta a voz do Rato Mickey. Assim como nos Globos de Ouro, “Frozen - O Reino do Gelo” concorre a Melhor Filme de Animação e Melhor Canção Original, para “Let it Go”, da autoria de Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez e interpretado pela actriz da Broadway Idina Menzel, enquanto "A Cavalo" – que o antecede nas exibições no cinema – disputa o prémio de Melhor Curta-metragem de Animação. Além de Melhor Maquilagem e Cabelos, “O Mascarilha” enfrenta “Homem de Ferro 3” (único título da Marvel Studios na lista) na categoria de Melhores Efeitos Visuais. Os seguintes títulos destacados a negrito são as produções dos estúdios Disney.

MELHOR LONGA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO: “Os Croods” “Gru O Maldisposto 2″ “Ernest e Célestine” “Frozen - O Reino do Gelo” “The Wind Rises” (ainda sem tradução nacional) MELHORES EFEITOS VISUAIS: “Gravidade” “O Hobbit – A Desolação de Smaug” “Homem de Ferro 3″ “O Mascarilha" “Além da Escuridão – Star Trek” MELHOR MAQUILHAGEM e CABELOS: “O Clube de Dallas” “Jackass Apresenta - O Avô Descarado” “O Mascarilha” MELHOR BANDA SONORA: “A Menina Que Roubava Livros” “Gravidade” “Ela” “Philomena” “Ao Encontro de Mr. Banks” MELHOR CANÇÃO ORIGINAL: “Alone Yet Not Alone” – “Alone Yet Not Alone” (desqualificado por desrespeitar as regras da Academia) “Happy” – “Gru O Maldisposto 2” “Let it Go” – “Frozen - O Reino do Gelo” “The Moon Soon” – “Her” “Ordinary Love” – “Mandela: Longo Caminho para a Liberdade” MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO: “Feral” “A Cavalo” “Mr. Hublot” “Possessions” “Room on the Broom” “Ao Encontro de Mr. Banks”, no entanto, é uma das grandes desvalorizações da Academia nesta edição, sendo indicado apenas a uma categoria, Melhor Banda Sonora (Thomas Newman), quando eram esperados o reconhecimento de Emma Thompson e uma possível nomeação à estatueta máxima, a qual concorrem nove longas-metragens. Dentro das produções Disney que ficaram de fora das nomeações encontram-se “Monstros - A Universidade” e a curta-metragem “Guarda-Chuva Azul” ambos da Pixar Animation Studios. Esta é a primeira vez que o estúdio não compete em nenhuma das categorias – em 2012, quando “Carros 2” não integrou a lista de Melhor Longa-metragem de Animação, teve “La Luna” como representante. Se "Frozen - O Reino do Gelo" vencer a estatueta de Melhor Longa-metragem de Animação será a primeira que o departamento da Walt Disney Animation Studios sairá vitoriosa, pois desde o início desta categoria que foram sempre outros estúdios a vencerem ou a sua compatriota PIXAR. Elle DeGeneres (A voz original de Dory em “+À Procura de Nemo”) será a mestre de cerimónia do 86º Oscar®, que será transmitida pelo canal público TVI a partir da meia-noite, acompanhando a chegada das celebridades uma hora antes do espetáculo começar.

 


Ao Encontro de Mr. Banks | Poster, Trailer e informações do filme

"Ao Encontro de Mr. Banks" conta a história por de trás de um dos filmes mais famosos de sempre. Quando as filhas de Walt Disney lhe imploraram que fizesse um filme a partir do seu livro favorito, “Mary Poppins” de P. L. Travers, ele fez-lhes uma promessa – que não percebeu que levaria 20 anos a cumprir. Na sua busca para obter os direitos, Walt depara-se com uma escritora grosseira e inflexível que não tem qualquer intenção de deixar a sua adorada ama mágica ser atacada pela máquina de Hollywood. Mas, à medida que os livros param de vender e o dinheiro começa a faltar, Travers aceita relutantemente ir a Los Angeles para ouvir os planos de Disney para a adaptação. Durante aquelas duas curtas semanas em 1961, Walt Disney dá tudo o que tem. Armado com storyboards imaginativos e canções alegres dos talentosos irmãos Sherman, Walt lança uma investida com tudo o que tem a P. L. Travers, mas a autora não se demove. Ele rapidamente começa a sentir-se impotente à medida que Travers se torna cada vez mais inflexível e os direitos vão ficando mais longe das suas mãos. Somente quando chega à sua própria infância é que Walt descobre a verdade sobre os fantasmas que a assombram, e juntos libertam Mary Poppins para finalmente criar um dos filmes mais cativantes da história cinematográfica. Realizado em 1964 e tendo como protagonista a actriz Julie Andrews, o filme acabou por receber 13 nomeações da Academia de Hollywood e conquistar cinco Óscares nas categorias de melhor actriz, efeitos visuais, montagem, banda sonora original e canção original. Produzido pela Walt Disney Pictures entre três países, Reino Unido, Austrália e Estados Unidos da América,  “Ao Encontro de Mr. Banks” conta com a realização de John Lee Hancock, segundo um argumento de Kelly Marcel e Sue Smith. No elenco estão os actores Emma Thompson, Tom Hanks, Colin Farrell, Paul Giamatti, Jason Schwartzman, Bradley Whitford e Ruth Wilson, entre outros. "Ao Encontro de Mr. Banks" tem a sua esreia marcada para o dia 30 de Janeiro em Portugal.  

TRAILER LEGENDADO

MAKING OF (SEM LEGENDADAS)

CENAS DO FILME (SEM LEGENDADAS)

"Chame-me Walt"

"Nunca apenas Mary!"
ao encontro de mr. banks banner

Mary Poppins | Chega pela primeira vez em Alta Definição

O eterno clássico de 1964, amado por várias gerações, chega pela primeira vez às lojas de todo o mundo em Alta Definição, completamente remasterizado com a mais recente tecnologia de som e imagem. Aclamado por milhões em todo o mundo, "Mary Poppins" é uma das mais encantadoras fantasias da Disney e o sucesso de bilheteira que transformou 'supercalifragilisticexpiadocious' numa palavra obrigatória em qualquer dicionário familiar! Julie Andrews, no papel que lhe valeu um Óscar da Academia, é a adorável ama que se descola pelos céus fora e aterra nos corações de todos quantos a conhecem. Tendo sempre consigo uma mala repleta de mágicas aventuras, Mary e o seu fiel e divertido Bert (Dick Van Dyke) proporcionam alegrias e surpresas infindáveis a uma perturbada família. Uma incomparável combinação de animação, imagens reais e uma banda sonora vencedora do Óscar da Academia (a cargo dos irmãos Sherman), fazem de "Mary Poppins" um filme intemporal! A realização ficou a cargo de Robert Stevenson. A edição Portuguesa conta com uma versão simples em DVD e uma edição em Blu-ray também apenas com um disco. Inicialmente, baseado nas capas divulgadas em websites- como a FNAC Portugal ou WOOK.pt, a versão em Alta Definição viria com uma luva protectora que daria ,certamente, um aspecto mais apetecível, especialmente aos coleccionadores. No entanto, poucos dias antes do seu lançamento nas lojas, a imagem promocional foi substituída por uma sem luva.    

EDIÇÃO SIMPLES EM DVD

EDIÇÃO SIMPLES EM BLU-RAY


Luso Disney Jornal | Regressa melhor do que nunca - Episódio 1

 Depois de algumas alterações no Jornal, eis que regressa melhor do que nunca. A equipa Luso Disney trabalhou no Jornal de modo a torná-lo mais apelativo e com mais variedade informativa. Após várias tentativas chegámos a um resultado final agradável para o público nacional. Nesta nova versão do formato, o jornal começa por informar acerca das novidades como a produção de filmes, lista de actores contratados, projectos futuros, entre outros. Numa segunda parte são destacados os principais lançamentos do mês, tanto nos cinemas como em televisão e até mesmo sobre as datas de venda ao público. Para terminar e como forma de homenagem, destaca-se um artista diferente todos os meses que tenha contribuído para algum projecto do universo Disney (Disney, PIXAR, Marvel, Lucasfilms e ABC Studios).  

LUSO DISNEY JORNAL - EPISÓDIO 1

_
_
_
jornal-banner-simple

Cruella de Vil terá o seu próprio filme de carne e osso

Cruella-glenn-close-as-cruella-de-vil-32652887-590-295

Maléfica” – o filme live-action que tem como protagonista a vilã do clássico “A Bela Adormecida” (1959) com o mesmo nome, só estreia em meados de 2014, porém a Walt Disney Pictures parece ter encontrado uma nova forma de explorar o sucesso das suas longas-metragens animadas. O The Hollywood Reporter anunciou que o estúdio iniciou a pré-produção de uma nova adaptação inspirada em “Os 101 Dálmatas”, filme animado lançado em 1961, cuja popularidade rendeu uma sequência para home-vídeo, uma série televisiva, e um remake com actores de carne e osso em 1996, o qual também originou uma continuação. Tal como o título sugere, “Cruella” trará a vilã Cruella De Vil ao centro das atenções. Os detalhes do guião ainda não foram revelados, no entanto é alta a possibilidade de se tratar de uma situação antecedente aos acontecimentos do original. A personagem obcecada por casacos de pele apareceu pela primeira vez no livro “The Hundred and One Dalmatians” (1956), escrito por Doodie Smith, e foi dobrada por Betty Lou Gerson, no clássico de 1961; Susanne Blakeslee, na sequência animada; e April Winchell, na série de televisão. Glenn Close, indicada a seis Oscar® da Academia, interpretou a antagonista nas versões em live-action e será a produtora executiva da nova produção. Aline Brosh McKenna, argumentista de “Cinderela” (2015) e “O Diabo Veste Prada”, foi contratada para escrever a história do filme. Andrew Gunn será o produtor. Ainda não existe uma data de estreia definida, por enquanto.